quais as coisas que voce acumulou e que te compõe?

Saudade. Livros. Cd’s. Allstar. Óculos de sol. Cangas. Biquínis.
Almofadas. Bichos de pelúcia. Caixas decorativas. Cadernos de desabafos. Textos
inacabados salvos no computador. Mural de fotos. Fotos de bobagens.
Caixas de fotos. Arquivos de fotos. Muitas, muitas fotos. Fotografias
recortadas em jornais e folhas amiúde. Saudade. Cartas de amigos e
ex-amigos. Perfumes, cremes, maquiagem e protetores fator 15 ou
30. Papéis. Ciúme. Impulsividade. Viagens. Telefone. Hermann Hesse.
Renato Russo. Toc. Dda. Calvin e Hobbes. Saudade. Lojas de brinquedos.
Filosofias inesperadas. Bijuterias (muitas bijuterias). Nenhum piercing
e nenhuma tatuagem . Mafalda. Incompatível com datas,
horários, compromissos. Musica independente. Teatro, música, circo,
dança, poesia. Sorvete de creme. Saudade – toda feita de saudade.
Garfield. Trident de canela. Pão de queijo. Lasanha. Anti-social. Mau humor X bom humor e
humor negro. Piadinhas fora de horário. Malabares. Cheia de manias.
Implicante, impaciente e insistente. Faladeira. Dificuldade de
concentração e falta de foco. Labirintos interiores. Contestar sempre.
Saudade. Mania feia de dar opinião (principalmente quando não pediram).
Impaciente. Snoopy e Charlie Brown (não o Jr., o Penauts). Pratica,
muito prática. Ainda quero uma casa no campo onde eu possa compor
muitos rocks rurais. Plantar amigos, discos e livros. Esquecimentos
freqüentes. Tolerância zero (ou quase zero) com a estupidez humana.
Tolerância zero com mimimi. Imediatista. Pânico do ultimo minuto.
Dormir de conchinha. Amante de um sorriso.Carinho por um gaúcho que mora
longe. A Causa da saudade. McDonalds e MC lanche feliz (quando o
brinquedo vale a pena). Café, café, café e café. Expresso, capuccino
com creme, sem creme… Café! Explosiva. Primeiro a fala e depois o
pedido de desculpa (ou não). Ainda quero escrever um filho, ler uma
árvore e plantar um livro. Cantora de banheiro. Alguns bons amigos, ás
vezes bebendo e de bem com a vida. Frases: "será que é pedir demais?",
"lindinha, isso sai hoje ainda?", “mas isso não faz o mínimo
sentindo”, "porque não?", "porque, por que, porquê, por quê?".
Imprevisível e previsível – mas não ao mesmo tempo. Vinho e coca-cola.
Chocolate. Saudade. Segundo disseram, olhos de melancolia. Moleca. mae
coruja. Antipática, a não ser quando convém ser o inverso. Preocupações
com cabelo e balança. Escrever, ler, re-ler, pensar e re-pensar.
Sonhos… um acumulado de sonhos e planos a realizar. Algumas dúvidas e
muitas certezas. Um grande amor.
Uma incógnita que ama outra incógnita.

A perfeição é feita de pequenos detalhes – não é apenas um detalhe.
(Michelangelo)

Anúncios

maldade




Quem
nos faz o mal é responsável pelo que faz, mas NÓS somos responsáveis
pelo que sentimos.
Essa responsabilidade tem a ver com o Amor que
devemos e temos que sentir por nós mesmos.
Pelo seu próprio bem,
perdoe. O perdão o libertará e o fará livre para ser feliz.
O perdão é
a única vingança aprovada pelo universo
.
(Sílvia Schimidt)

……

Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.

Teus passos ficaram.
Olhes para trás…
mas vás em frente
pois há muitos que
precisam que
chegues para
poderem seguir-te.

(Charles Chaplin)

leveza

A
vida exige leveza, assim como a viagem. A estrada fica mais bonita
quando podemos olhá-la sem o peso de malas nas mãos. Seguir leve é
desafio. Há paradas que nos motivam compras, suplementos que julgamos
precisar num tempo que ainda não nos pertence, e que nem sabemos se o
teremos.
Temos
a pretensão de preparar o futuro. Eu tenho. Talvez você tenha também. É
bom que a gente se ocupe de coisas futuras, mas tenho receio que a
ocupação seja demasiada. Temo que na honesta tentativa de me projetar,
eu me esqueça de ficar no HOJE da vida.
Os pesos nascem desta articulação.
Coisas do Passado, do Presente e do Futuro.
Tudo num tempo só…

(Padre Fábio de Melo)

presentes



Você já sentiu o cheiro da terra molhada depois do temporal?

Já deitou a tarde e adormeceu ao som da chuva batendo na janela?
Já se deixou aquecer pelo sol diante da brisa do mar?
Já caiu nas águas frescas de um rio em pleno verão?
Experimentou uma soneca embaixo de uma árvore frondosa?
Qual o sentido da vida para quem não tem tempo para esses prazeres?
O homem fecha os olhos para procurar Deus, enquanto Ele se mostra em toda parte…
( Paulo Roberto Gaefke )

humor mineiro……

No restaurante, o garçom pergunta:
– O que gostariam de pedir de sobremesa?
E os três clientes:
– Para mim, nada. Nem pensar…
– Eu estou mais que satisfeito, obrigado.
– Eu até que gostaria, mas não posso, estou de dieta.
O garçom, então diz:
– Mas a sobremesa está incluída no preço do prato…
E os clientes, mais do que depressa:
– Pudim de leite condensado.
– Torta de nozes.
– Bolo de chocolate.

trilha sonora III

"Adoro cortinas
Que se abrem
Adoro o silêncio
Antes do grito
Adoro o infinito
De um momento rápido
O instrumento gasto
O ator aflito
O coração na boca
Antes da palavra louca
Que eu não digo
Adoro te imaginar
Mesmo sem ter te visto
Adoro os detalhes
Olhares, atalhos
Botões
Adoro as pausas
Entre as canções
Soluções da natureza
Riquezas da criação."

Música:Coração na boca – Zélia Duncan