William Shakespeare


"A gaveta da alegria
já está cheia de ficar vazia."


Uma
 pessoa é enorme para ti, quando fala do que leu e viveu,
 quando te trata com carinho e respeito, quando te olha nos olhos e sorri.

É
pequena para ti quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma
maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que
teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas:
a amizade, o carinho, o respeito, o zelo e até mesmo o amor.

Uma
 pessoa é gigante para ti quando se interessa pela tua vida,
quando procura alternativas para o seu crescimento,
quando sonha junto contigo. E pequena quando se desvia do assunto.

Uma
 pessoa é grande quando perdoa, quando compreende,
quando se coloca no lugar do outro,
quando age não de acordo com o que esperam dela,
mas de acordo com o que espera de si mesma.

Uma
mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um
relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É
difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas agigantam-se e
encolhem-se aos nossos olhos. O nosso julgamento é feito não através de
centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única
ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma.

Não
 é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa
grande… é a sua sensibilidade, sem tamanho.

William Shakespeare
* – um muito que pode parecer pouco, mas é tanto.
<

Anúncios

mudanças



Acesso de amor é oferecido sem dor.

As necessidade etereas e antigas mudaram-se.
Agrada-me a ideia de partirem sem deixar novo endereço.
O verao prevalece comodo e cheio de cores.
Nao ha espaços para interrupçoes com dias nublados
A serenidade que estava ausente, voltou feito mare alta,
cuja agua sumida regressa ao mar.
Sinto-me leve.
Pressuponho, que ha qualquer coisa de compreensivel
neste poente de amor…..talvez uma justiça intima
tecendo liberdade para o cansaço do meu coraçao,
O amanhecer é uma maternidade de dia que me embala no colo.
Cura-me do frio da injustiça e retira a nevoa do caminho.
Engatinho para novos abraços.
Em breve…..correrei para o amor.
Ele me espera……..

segredos



"A vida é igual em toda a parte
e o que é necessário é a gente ser a gente."


Tenho meus segredos. Todo mundo os tem.
Ou pelo menos as pessoas
interessantes.
Sim, sou interessante.
 Nada mais chato que alguém
mapeado,
retilíneo, constante, só bonzinho, só doce, sempre amável.
Não
é à toa que os mitos nascem da dualidade,
da pouca incidência de
clareza sobre sua personalidade.
Eu quero desvendar o desconhecido.

Talvez por isso tenha sempre os cabelos em mutação,
seja tão apaixonada
pela vida.
Paixão. Sim. Palavra de ordem e de definição.
Por beijo na
boca.
Por abraço apertado.
Tesão. Por boa música.
Por conversas espontaneas.
Aficcionada por pessoas.
Centrada. Carinhosa e escrevinhadora.

Tenho sorriso quase constante, exceto na TPM.
Prefiro os vilões, é
quando ultrapassamos a barreira do familiar,
do seguro e nos tornamos
verdadeiramente pessoas.
Menos ingênuas, é certo, mas completas.
Ter
segredos é ter coragem de arcar com o peso de ser único.
Porque quem
não se arrisca,
não faz besteira, não vive:
apenas gasta o tempo
que
deveria ser aproveitado apaixonadamente.
Apenas caminha sobre os dias
rumo à morte.
Eu quero uma vida colorida.
Azul, amarelo, vermelho,
roxo, pink.
Tudo em caixa alta e com muita Lispector na veia.
Sempre.

novos rumos

as combinações mais improváveis
são as que mais me fascinam.

Em frente, porque é pra onde se deve seguir

Mesmo que pareça tarde ou mesmo que seja tarde
Mas não esperar que seja tarde demais
Em frente, porque se hoje sou a pedra lançada que quebra a vidraça
Ontem eu era o colorido do jardim
Em frente, antes que tudo fique tão distante que pareça mentira
Em frente para que haja a lembrança de carinho
E tenha-se a sensação de que tudo foi querido
Em frente porque é lá na frente que o destino está
Impaciente aguardando e sem entender a demora
Em frente, seguindo o norte
Deixando marcas, registrando passagem
Porque é isso que conta, seguir
E se olhar para traz é para ver a linha que os pés deixaram
E com isso não desanimar se parecer distante o ponto de chegada
E quando chegar há de saber se é o tempo de parar
Ou se ainda tem muito mais a frente para seguir….

(….quando tudo parece conspirar contra o que sentimos, a desordem aumenta,
a loucura aturde as pessoas em volta, ainda aí não duvido do poder do
amor. porque é nestas alturas que amo ainda com mais vigor e
tranquilidade, porque esta é a missão que escolhi para mim: amar,
sempre. nada me pode (vai) desviar desta certeza. nada.
)

carroussel



o que importa é o caminho que fica
entre achados e perdidos.

…..às vezes basta uma palavra fora de contexto. às vezes basta um gesto
brusco. às vezes basta um silêncio no lugar de uma palavra. às vezes
basta um mal entendido. às vezes basta um riso nervoso. às vezes basta
uma lágrima inoportuna. às vezes basta não sabermos para onde querermos
ir. às vezes basta percebermos que nem tudo o que parece é. e às vezes
voltamos a entrar no carroussel. aquele que dá tantas voltas e que, às
vezes, nos deixa onde menos queriamos estar. às vezes a vida não é
simples. ou seremos nós a complicá-la? às vezes não sei responder a
nada.

vai e vem



Amor que vai…
Amor que vem…
Hora tem…
Hora não tem,
Amor na contramão!
Amor inverno,
Outono e verão.
Amor sem sobrenome
Que some, sem direção
Amor gaiato amor hiato
Hora sim ora não…
Amor que embaraça…
e não passa…
Vence a distancia na raça
Amor feitiço…
Amor cachaça
Chora e acha graça
Não há reza que desfaça
Amor praga… obsessão
Amor…..
Que chora, que ri.
Ora lá…Ora aqui…
Decepção.!
Intercessão…rejeição….
Amor vem e vai.
Num vai não vai;
Num sai não sai
Que nunca vai…
Partir…!!!!
Amor e-mail…
Meio… sem freio
Amor recordação
Canção!
Amor de alma,
Amor de calma,
Amor canção.
Amor coração!
Amor que vai embora…
Já passa da hora…
Outra cidade…
Outra canção…
Amor recordação…
Descasa …Coração!

sou o amor



Quem sou eu?
Não me venha falar da razão
Não me cobre lógica
Não me peça coerência
Eu sou pura emoção
Tenho razões e motivações próprias
Me movimento por paixão
Esta é minha religião e minha crença
Não meça meus sentimentos
Nem tente compará-los a nada
Deles sei eu, eu e meus fantasmas
Eu e meus medos, eu e minha alma
Sua incerteza me fere
Mas não me mata
Suas dúvidas me açoitam
Mas não deixam cicatrizes
Não me fale de nuvens
Eu sou Sol e Lua
Não conte as poças, eu sou mar
Profundo, intenso, passional
Não me exija prazos e datas
Eu sou eternidade, atemporal
Não imponha condições
Eu sou absolutamente incondicional
Não espere explicação
Nas as tenho, apenas aconteço
Sem hora, local ou ordem
Vivo em cada molécula
Sou um tudo e as vezes sou um nada
Você não vê, mas me sente
Estou tanto na sua solidão quanto no seu sorriso
Vive-se por mim
Morre-se por mim
Sobrevive-se sem mim
Eu sou começo e fim
O todo o meio
Sou seu objetivo
Sua razão que a razão ignora e desconhece
Tenho milhões de definições
Todas certas , todas imperfeitas
Todas ,lógicas apenas em motivações pessoais
Todas corretas, todas erradas
Sou tudo, sem mim tudo é nada
Sou amanhecer, sou fênix
Renasço da cinzas
Sei quando tenho que morrer
Sei que sempre irei renascer
Mudo o protagonista nunca a história
Mudo de cenário mas não de roteiro
Sou música
Ecôo, reverbero, sacudo
Sou fogo
Queimo, destruo, incinero
Sou vento
Arrasto, balanço, carrego
Sou furacão
Destruo, devasto, arraso
Sou água
Afogo, inundo, invado
Sou clima proporcional a minha fase
Mas sou tijolo, reconstruo, recomeço
Sou cada estação
No seu apogeu e glória
Sou seu problema, sou seu veneno
E se antídoto
Sou sua memória e seu esquecimento
Eu sou seu reino, seu altar
Sou sua prisão, sou seu abandono
E sou sua liberdade
Sua luz, sua escuridão
E seu desejo de ambas
Velo seu sono…
Poderia continuar me descrevendo
Mas já dei uma idéia de quem sou
Muito prazer
Tenho vários nomes
Mas aqui na sua terra chamam-me de AMOR……